terça-feira, 16 de março de 2010

Vestiaires



Quando se tem,
e não se ama,

...à sombra, carrega a compreensão de,

quando se ama,
e não se tem...



Quando se ama,
e não se tem,

...à luz, carrega a compreensão de,

saber amar,
quando se ter...

.

3 comentários:

Sta. Foto com passo disse...

Brota as frases cristalinas, captando, desta forma, a cumplicidade do leitor que lê seduzido pela musicalidade, pelo léxico tão acessível quanto rico de subtis sugestões.
Um texto profundo, a fazer jus ao título, pelo domínio das sonoridades abertas, pela presença dos trocadilhos, imprimindo movimento nas fotos preto e branco...
Ler poesia assim é um lenitivo Rafael.

Bjs

Rafael sem h disse...

Oi Srta. foto com passo! rsrsrs
Gosto de trabalhar escritos com imagens. Faz quem lê imaginar tudo, com ação. As imagens na ação. Imagina-ação pura!

Sentimentos divinos,
devem ser,
divinamente vividos.

(Essa foi a minha)

; )

Emilinha disse...

Suas poesias são gotas cristalinas, suor da mente e do coração que inspira e transpira.
Divino presente. Obrigada pelas lindas palavras no meu blog.
Gracias.