quinta-feira, 18 de junho de 2009

Onde o Rio é mais...



"Os passistas" são outros...

Já não é o mesmo,
Caetano Velado,
que a Dita Cuja,
Ditadura,
duramente ditou... (e o Gilberto viu)

Na Arte muda,
(a)o mu(n)do fala
sem ter voz...

Caitanto Veludo
nas cores de um "livro"
"pra ninguém" ler...

Gira o disco...

É Caetano Veloso,
na trilha sonora,
do
meu
Amor.

3 comentários:

giovana disse...

O Velado(percepção)torna-se Revelado(realidade) na Arte muda...
A sine"rgia" GIRA na trilha sonora, da plenitude dos "passistas".
Parabéns.

Fenando DF disse...

À alquimia foi gerando:
Dos versos... a música...a poesia,e criação do livro 'GiRa o disco".
Esse Caitanto!
Que você deu novos ares.
Belo muito belo.

Gilson disse...

Bonito o que escreveu, bem diferente, mas fui entender no final que é só pra dois.
Quanto amor! blz
procuro um assim =)