quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Entre o Sol e Só...


Desordenados e,
Verdadeiros
Não só foram os versos,
Fomos eu e você

O meu timbre na tua voz,
Inconfundível,
Voz, que nos confundiu,
Em um...

Sentimentos escritos,
Descritos nas mãos,
E eu, sobrescrito
Em você...

Assim,
O que poderia ter sido
Foi...

Parece que a lua
Andou a brilhar só pra mim
E eu soube, como sei desse brilho,

Que não depende de ninguém
Que é só seu
E que pode brilhar mais...por você.

Nenhum comentário: