sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Prefácio (?)



Olhares desencontrados
que por um acaso se encontram
para depois fugirem...dos olhares
de um para o outro

Olhares desencontrados
mas nem tão desencontrados agora
que vez por outra já marcam um encontro...de olhares
de um para o outro

E os olhares inconstantes nessa constância
fazem o tempo parar, fazem o beijo vir
e o tempo continuar parado
para aos poucos passar novamente...no movimento de um abraço

Bela construção simultânea
dos que se abraçam e se envolvem
dos que estão ali, não por estar
mas pra fazer de um momento simples...deveras especial

E nos rostos sorrisos desconcertantes de uma despedida
dos que parecem não ter entendido nada,
mas que continuam sorrindo
porque sabem que não entender é fazer diferente

E tudo termina onde começou
na percepção da rua vazia,
da noite correndo, do vento soprando
dos sons quebrando o silêncio...

...que vez por outra insiste em ressuscitar...

2 comentários:

luana disse...

mt linda mesmo!!!!!
acho q vc falou td q eu gostaria d falar sobre os "olhares" e os "desencontros"... :)
sua sensibilidade e a sua maneira de falar sobre os sentimentos m encantam.

Elandia duarte disse...

"porque sabem que não entender é fazer diferente"

Não entender é tão amplo que me assusta!!!
Adoro não entender de vez em quando...
Não saber até onde vai a força dos meus impulsos...
Tão bom se permitir de vez em quando...


P.s Tà lindo!!!!!!!!!!!