terça-feira, 16 de outubro de 2007

Intuições


Nada escrito previamente
sem rascunhos...
ruim ou bom, curto ou longo
ainda não sei, e não me importa
só quero fazer jus ao título

Não há uma razão especial
a não ser uma vontade de sair por aí
escrevendo...
as palavras que vêm
não falo as presas, mas as soltas

Vai ver que por isso não tem um tema
como daqueles de se esperar
nem tem um assunto
dos típicos, por onde começar
só tem...as palavras que vem

Mas aos leitores que já se cansam por aqui
e outros que se sentem enrolados
em versos que não versam sobre nada interessante
digo logo, acho que até tardiamente
podem pular para o próximo

E pensem o que quiser, nada me atinge
se acham chato, vazio, esquivo
ou se acham qualquer outra coisa
deveras poderiam parar de ler
e pular para o próximo

Mas esquecendo-me das duas estrofes perdidas acima
e me voltando às palavras
das quais duvidava que viessem
e mais ainda que daríam no que estão dando
rio sozinho :-)

E vou a próxima estrofe ainda rindo :-)
dessa tolice aparente de de repente
tão vazia mas tão cheia de mim
escrita a toa
como as vezes (a maioria delas) vivo a vida

E olha as que me vem por agora
algumas das minhas amigas
em palavras soltas para composição
das mais absurdas que já fiz...mas
das mais amadas (antes de pensar qualquer coisa lembre-se que é a mim que importa)

Tem uma delas que é tão espontânea quanto o que se escreve aqui
e tão infantil o quanto, infantil no sentido doce
no sentido inocente...no sentido belo
no sentido daquele brilho que tem no olhar de criança
que se perde quando se complica a vida (Ela ainda o tem)

Tem outra que é só sorrisos, daqueles bem largos....
sorrisos que vem como saídas
de angústias, e angústias, e angústias
mas que são tão lindos...
que comovem, e comovem, e comovem

Outra ainda é o inesperado em pessoa
e como diria a primeira da qual falei
tem coisas que você só escuta dela
coisas sem sentido, mas que dão sentido
aos momentos vividos pelos que estão perto...que se tornam especiais

A outra delas faz muita diferença (mas isso todas fazem!)
quase sempre começa o que está por vir
os momentos que amanhã se tornam inesquecíveis
e que motivam outros , e outros, e outros
é um dos impulsos do grupo

Tem uma também que lembra a Lua
dá até pra brincar com o nome dela no msn :-)
versátil, inventiva, creio serem as melhores palavras
não para definir, mas só para começar
o que se esconde em tantos mistérios (que só ela sabe, mas que transpiram no olhar)

E claro não poderia esquecer da razão do grupo
e não menos bela, quase tem essa palavra no nome
teorias, teorias, teorias
e respostas na ponta da língua (e que respostas!)
mas afinal, alguém tem que pensar!

Enfim onde vim parar, e no que isto foi dar...
intuições...creio que fiz jus ao título
e elas vieram mesmo, como vieram todas das quais falei
falando do que muito importa pra mim
já faz alguns ontens até hoje...










3 comentários:

Elandia duarte disse...

...Tão lindo!!!!
Tu descrevestes tão bem...
Consigo enxergar cada uma delas nas estrofes...
Essas poesias que nascem sem querer, que surgem sem se saber porque, são sempre as mais bonitas!!!

Eu muito agradecida pela parte que me toca!!RSssssssss

SiNiNhO(Jeanni) disse...

Eu agradeço tb a aparte que me toca!!!

Amei!!!!


Beijos
;-***

Osiris disse...

Agradeço também por terem me tocado....ashuashaushaushaushaush