terça-feira, 21 de agosto de 2007

Apenas

Não tema em hesitar
Se tiver que ser, o medo será desconhecido
Se tiver que acontecer...
O mesmo olhar que fita teu rosto
será igualmente para teu corpo
pois tudo irá importar...

Mãos que deslizam por vontade nossa
te tocam procurando te sentir
em cada dedo, cada detalhe, de cada curva
percebidos
como cada detalhe de cada momento,
feito num harpejo

Os corpos serão meras respostas
e o prazer belo,
será consequente
Susurros para além de gemidos
serão versos não falados
versos sentidos

E o tempo...terá ido há muito tempo
insensível, no domínio dos suspiros
até sobrevir o clímax
de te envolver e contemplar
num depois que não será depois
num todo especialmente indefinível e impossível

Talvez tolas sejam as minhas crenças...

Um comentário:

mariana Usher disse...

Bom nem é preciso diser muito
o Rafael elem de sencivel tem um enorme talento com palavras é isso q o deixA mais especial ainda
amei o poema " Palha Aço "